Maioria das fraturas acontece dentro da própria casa








A expectativa de vida no Brasil subiu nos últimos anos e com uma população que vive mais, é necessário tomar alguns cuidados para evitar acidentes. O esqueleto do idoso, mulher e homem, é vulnerável à osteoporose, uma doença silenciosa e que causa muito sofrimento, pois geralmente é descoberta somente após uma fratura provocada por queda e até escorregão. Algumas fraturas podem acontecer até sem trauma, que é o impacto direto sobre a área afetada, porém a maioria das lesões em idosos ocorre em consequência de quedas da própria altura sofridas no ambiente domiciliar.
Degraus, piso escorregadio e tapetes são os principais "vilões" que devem ser eliminados da casa do vovô e da vovó. Recomenda-se também a utilização de bengalas e a instalação de barras de apoio nos banheiros e corredores para facilitar a locomoção.




(Corrimões proporcionam mais segurança / FOTO: REPRODUÇÃO )

As atividades físicas continuam sendo importantes para quem já tem a idade avançada, pois fortalecem músculos e ossos, aumentando o equilíbrio e diminuindo o risco de queda e, consequentemente, de fraturas.

Prevenção é importante
É importante a prevenção tendo em vista a osteoporose. Um diagnóstico precoce é fundamental para as mulheres no período de pós-menopausa e nos homens a partir dos 70 anos. Por causa da osteoporose, em alguns casos, o osso da pessoa quebra e depois ela sofre a queda. Além disso, com a diminuição da massa óssea, com a queda a fratura pode ser ainda mais grave.

O alerta também é para o idoso que sofre duas quedas no ano precisa ficar atento e procurar um geriatra para investigar os motivos do desequilíbrio. Uma dificuldade de visão também pode aumentar a propensão a acidentes. A iluminação da casa também precisa ser checada e deve favorecer a boa visualização. Ainda é necessário investigar se os medicamentos utilizados por ele não produzem efeitos colaterais, como a tontura, que coloca a pessoa em risco.

Cuidados em casa
No banheiro instale barras de segurança no box e em volta do vaso sanitário para que o idoso se apoio. Quanto aos móveis, é importante que se escolha camas na altura correta, pois altas ou baixas demais são perigosas. As cadeiras devem ser altas e com apoios para os braços.

As escadas devem ter corrimão e os degraus igualados e baixos. O piso deve ser antiderrapante. Na iluminação a dica é trocar abajures por luminárias e a luz deve ser forte e alcançar todo o ambiente.





Capacite-se em assuntos para atender melhor os pacientes:
  • Aprenda Kinesio Tapping Online
  • Ebook Fisioterapia em Gerontologia e Geriatria: Uma Realidade Prática


  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.