Feliz Ano Novo e que em 2008 as nossas escolhas possam ajudar a fazer um mundo melhor.  

Vc é as suas escolhas...

Feliz Ano Novo e que em 2008 as nossas escolhas possam ajudar a fazer um mundo melhor.

FELIZ NATAL PARA TODOS VOCÊS! MUITA PAZ E AMOR!!!!

FELIZ NATAL!!!

FELIZ NATAL PARA TODOS VOCÊS!

MUITA PAZ E AMOR!!!!

Os casos clínicos mais comuns para esse tipo de atendimento são as doenças incapacitantes que dificultem o transporte do paciente para uma c...

Atendimento domiciliar: prática freqüente em fisioterapia

Os casos clínicos mais comuns para esse tipo de atendimento são as
doenças incapacitantes que dificultem o transporte do paciente para
uma clínica ou consultório, doenças crônicas que prorroguem o
tratamento por muito tempo e, até mesmo, a comodidade de pacientes e
familiares que optem por realizar o atendimento no conforto de seus
lares.

No atendimento domiciliar o paciente priva-se do convívio social,
perdendo assim a oportunidade da troca de experiências com pessoas que
lidam com problemas semelhantes aos seus, o que muitas vezes é
importantíssimo para a reabilitação.

Um fator primordial tanto para este como para qualquer tipo de
atendimento interpessoal é a empatia do primeiro encontro. Quando isso
não ocorre, não importa o quão gabaritado o profissional seja, o
programa de tratamento não surte os efeitos esperados e o que se
observa é uma estagnação do quadro clínico, ou até mesmo uma regressão
do mesmo.

O fato é que quando essa união terapeuta x paciente está em perfeita
sintonia o atendimento torna-se prazeroso e os resultados observados
são animadores.

A partir do momento em que você adentra a casa dessa pessoa que
necessita dos seus cuidados profissionais você adentra, também, na sua
intimidade. E essa "invasão" vai tornando-se cada vez maior à medida
que o tempo de atendimento vai se alongando.

Passamos a fazer parte da rotina de uma família e muitas vezes
assistimos discussões homéricas tentando fingir que não estamos vendo
e nem ouvindo, prestamos primeiros socorros a acidentes domésticos,
somos consultados sobre a melhor cor para a pintura da casa ou o
melhor tecido para o novo sofá, somos conhecidos até pela prima da tia
que mora em tal lugar e nossa presença é sempre cobrada nas festinhas
familiares. Cabe dizer aqui a importância de saber impor limites
quando percebemos que essa intimidade está colocando em risco a
evolução do tratamento.

Com o transcorrer dos anos de convivência e tratamento passamos de um
mero fisioterapeuta para quase um membro da família e, muitas vezes,
tão querido quanto os próprios familiares. Isto porque, neste tempo
destinado ao atendimento, dispensamos nossa atenção somente para
aquela pessoa que muitas vezes depressiva, passa o dia sozinha ou em
companhia de empregados, enquanto a família, que tem sua vida
profissional, passa o dia trabalhando e quando os membros chegam em
casa, a rotina dos afazeres domésticos torna o tempo escasso para
dispensar toda a atenção que aquela pessoa deseja.

O dia da fisioterapia passa a ser, então, o dia mais esperado da
semana. Não pela ansiedade em fazer os exercícios propostos, mas por
vislumbrar a oportunidade de ter um tempinho em que as atenções serão
destinadas somente à elas.

É o caso de uma senhora encantadora que atendo há 6 anos e está sempre
me esperando para mostrar a toalha de crochê que acabou de fazer, a
roupa nova que ganhou, discutir a notícia que acabou de ler no jornal
ou, simplesmente, para que eu a ouça. E os exercícios vão sendo
mesclados a conversas, deixando-a mais animada. E no final do
atendimento ela diz:

- desculpa por falar tanto mas, quando você vem e me ouve
fica mais fácil resolver os meus problemas e eu fico muito mais calma.

Passamos, também, a ser a pessoa em quem se pode confiar. Talvez por
estarmos acompanhando quase que diariamente a patologia e sua evolução
e estarmos presentes nos momentos mais críticos e também nos mais
estáveis. Muitas vezes somos contatados antes mesmo do médico ou para
dar o nosso parecer sobre a conduta médica.

Posso citar como exemplo, D. Y., uma senhora de 86 anos, muito
simpática e falante que sofreu queda da própria altura e fraturou o
fêmur. Após a cirurgia começou a fazer a reabilitação em casa. Depois
de um mês, quando já estava deambulando com o andador, caiu novamente
e apresentava muita dor sem conseguir se mover. Sua filha me telefonou
e eu orientei que chamasse o resgate para transferi-la ao hospital
para atendimento emergencial. Escutei D. Y. dizer que não deixaria
ninguém tocar nela enquanto eu não chegasse. Demorei mais de uma hora
para chegar até sua casa, já que ela morava em uma cidade vizinha, e
só após a minha chegada o resgate pôde ser acionado e ela transferida
para o hospital. Neste tempo todo, entre a sua queda e a minha
chegada, ela permaneceu deitada no chão do quarto, com dor e muito
assustada, sem que ninguém pudesse fazer nada.

A maior parte dos pacientes atendidos por mim são acometidos de
patologias crônicas, o que impossibilita a alta em curto prazo. O que
dizer de uma relação terapeuta-paciente que dure 10 anos e até mais?
Torna-se impossível manter-se atrelado somente ao aspecto profissional
do atendimento, porque você passa a vivenciar a rotina desses
indivíduos e vários momentos importantes de suas vidas. E, em
contrapartida, eles também passam a fazer parte das nossas vidas, da
nossa rotina... são alegrias, tristezas, angústias e vitórias
compartilhadas. E um se preocupa e vibra com os ganhos e perdas do
outro.

E muitas vezes somos amigos, confidentes, mesclando a reabilitação
física com a palavra de conforto e incentivo capazes de promover
aquela sensação gostosa de saber que se pode contar com alguém. Também
nos beneficiamos, e muito, dessa interação.

A cada paciente atendido, a cada história de vida conhecida, tira-se
uma grande lição que, com certeza, levamos conosco e nos faz crescer
tanto moralmente como profissionalmente.

No balanço final, mais do que terapeutas somos pessoas queridas e,
mais do que pacientes, ganhamos um amigo.

  O casal Alberto e Zélia Kovallski, do Parque Cuiabá, já recebeu a equipe do Home Fisio para a primeira visita do projeto piloto desenvol...

Reabilitação leva fisioterapia à casa dos pacientes

 

O casal Alberto e Zélia Kovallski, do Parque Cuiabá, já recebeu a equipe do Home Fisio para a primeira visita do projeto piloto desenvolvido pela Fundação Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa, cujo objetivo é orientar o paciente sobre as atividades que poderão ser feitas em casa.

O paciente Alberto Kovallski, 64, vítima de três derrames e com fratura no fêmur, está em tratamento há dois anos. Nesta primeira visita, ocorrida na quinta-feira, a equipe fez uma listagem (check list) das barreiras arquitetônicas existentes na residência e as adaptações que deverão ser feitas para facilitar o deslocamento e a prática de exercícios. Na segunda visita, vinte dias depois, é feita a checagem das adaptações feitas na residência, explica a chefe do setor de Fisioterapia da Fundação, Diomara Rocha.

Alberto Kovallski demonstrou que tem força de vontade e está disposto a desenvolver todas as atividades físicas que complementarão o tratamento em casa. Esta possibilidade apresentada pelo Home Fisio vem preencher o vazio imposto pela inatividade. Assim, Alberto passa a se exercitar os sete dias da semana, ou seja, dois dias na Fundação e cinco dias em casa, onde conta com o apoio da esposa Zélia.

Com as adaptações das barreiras arquitetônicas que serão feitas na residência de Alberto, ele poderá se locomover sozinho, reduzindo muito o auxílio de outra pessoa. "Esse projeto é será muito bom para mim também, porque vai zerar os esforços com o fim das barreiras arquitetônicas", diz ela.

Diomara Rocha destacou a importância das atividades em casa, pois além de evitar a inatividade auxilia no processo de reabilitação. Ela acredita que a demanda será grande, pelo número de pacientes que estão sendo atendidos nos setores de Neurologia e Neuropediatria.

Outra residência visitada foi da senhora Ana Estelita Aguiar, no bairro do Porto. Ela também sofreu três derrames. Na oportunidade foram feitos os mesmos procedimentos relativos ao projeto.

A FISIOTERAPIA DOMICILIAR está sendo reconhecida nos dias de hoje como de suma importância para alguns pacientes. Ela pouco difere da Fisiot...

Importância da Fisioterapia Domiciliar

A FISIOTERAPIA DOMICILIAR está sendo reconhecida nos dias de hoje como de suma importância para alguns pacientes. Ela pouco difere da Fisioterapia realizada na clínica, pois quando realizada com competência pode vir a utilizar meios de analgesia, recuperação do tecido e meios anti-inflamatórios como Ultra-Som, TENS e Ondas Curtas no tratamento do indivíduo.
Sua eficácia já foi comprovada em vários estudos científicos e cada vez mais está sendo procurada por pessoas que por motivos de comodidade, ou necessidade preferem o tratamento em seu próprio lar.
Por vezes as pessoas não gostam do ambiente de uma clínica com várias pessoas por perto e atendimentos não muito pessoais, ou não têm como se locomover até a clínica por motivos físicos que a impedem de pegar um ônibus ou dirigir até o local de tratamento. São nesses casos que a FISOTERAPIA DOMICILIAR é requisitada.
Ainda, um bom profissional fisioterapeuta pode realizar trabalhos diferenciados referentes a casos clínicos que necessitam de atenção especial. Patologias como Artrose, Osteoporose, Diabetes, problemas de Pressão Alta, ou as vezes uma simples dor na coluna, requerem um tratamento específico que pode ser realizado tranqüilamente em sua casa. O Fisioterapeuta está gabaritado a montar um plano de tratamento e manutenção, ou ainda um plano de exercícios para a prevenção dessas patologias que atingem maciçamente a população mundial.
Casos neurológicos como o AVE – Acidente Vascular Encefálico (o popular derrame), também são casos clássicos para atendimento domiciliar que o fisioterapeuta através de um plano de exercícios, uso de equipamentos e através de orientações a família e ao paciente, tem plena capacidade de melhorar drasticamente a qualidade de vida do paciente.
Estudos também comprovam que o idoso que pratica algum tipo de atividade física, ou possui um plano de exercícios em casa, tem menor chance de sofrerem quedas, e todos sabemos da fragilidade que o idoso possui, quem não conhece, ou já não ouviu falar de algum idoso que tenha sofrido uma queda que tenha resultado em uma fratura de quadril, fêmur, ombro ou braço. Nesses casos o Fisioterapeuta pode realizar um excelente trabalho de prevenção que é tão ou mais importante do que o tratamento após a fratura. Quem gostaria de ver um ente querido acima de 70 anos vivendo somente na cama e dependendo de ajuda para ir ao banheiro fazer suas necessidades, tomar banho, vestir-se e comer, quando se pode realizar uma prevenção e evitar todos esses transtornos.
Então se você prefere a comodidade do atendimento em casa, um atendimento personalizado e de alta eficácia, se você tem em sua família alguém que necessite de cuidados especiais, ou se você se interessou em melhorar sua qualidade de vida através de um plano de atividades físicas em casa, não deixe de procurar um profissional que esteja capacitado a trabalhar nessas áreas.
Sua família agradece, seu corpo e sua vida irão melhorar muito

Sintomas físicos como dores, taquicardia e tensão muscular podem estar associados ao emocional... Os pensamentos negativos afetam o corpo ...

Maus pensamentos

Sintomas físicos como dores, taquicardia e tensão muscular podem estar associados ao emocional...

Os pensamentos negativos afetam o corpo de diversas maneiras causando, dependendo da situação e contexto, tensão nos músculos, aceleração cardíaca, suor nas mãos, tonturas, dores de cabeça, de estômago. Tudo isso porque o cérebro libera agentes químicos que fazem o organismo reagir mal.

Talvez por isso afirmem que rir é o melhor remédio. Sempre que observar esses pensamentos negativos automáticos, é preciso eliminá-los. Caso contrário, eles vão estragar relacionamentos, auto-estima e até mesmo o poder pessoal. Uma dica de especialistas é escrever o motivo da aflição e responder a ele tentando achar uma solução para aquele mal. Dessa maneira, acredita-se tirar o poder negativo do pensamento.

Ao mesmo tempo, vale buscar situações e pessoas que transmitam ou provoquem um pensamento bom, feliz, esperançoso ou gentil. O cérebro, neste caso, também libera elementos químicos que fazem com que seu corpo sinta-se bem.

Equipe Bem Star

Oração do Fisioterapeuta

Em determinados casos, quando o paciente está acamado ou encontra problemas de locomoção, o atendimento do profissional de fisioterapia pod...

Atendimento em casa facilita a recuperação


Em determinados casos, quando o paciente está acamado ou encontra problemas de locomoção, o atendimento do profissional de fisioterapia pode ser feito em casa. Ao contrário do que possa parecer, o tratamento domiciliar está longe de ser uma solução caseira e oferece até algumas vantagens se comparado ao tratamento feito na clínica. "Em casa, o tratamento foca a vida diária do paciente, a estrutura, se tem degraus, escada, coisas que podem ser um problema para ele. O atendimento domiciliar possibilita que o profissional ofereça um atendimento mais voltado às necessidades do paciente", explicou a fisioterapeuta Mariana Hernandes Fortes.

Todos os tipos de paciente podem ser atendidos em casa, segundo a fisioterapeuta, mas a maior parte dos que usufruem do tratamento em domicílio são idosos que têm doenças crônicas, como seqüelas de acidente vascular encefálico (AVE), doenças pulmonares obstrutivas crônicas ou doenças degenerativas. "Nesses casos, o fisioterapeuta trabalha apenas com as mãos, não há tanta necessidade de equipamentos. No caso de AVEs, é muito importante o tratamento ser precoce, logo após o evento cerebral e, nesse sentido, o atendimento domiciliar dá muitos resultados", disse. A pacientes ortopédicos de todas as idades com dificuldade de locomoção (casos de fratura de fêmur e artoplastia de quadril, por exemplo) e pediátricos, como crianças com paralisia cerebral, também é indicado atendimento domiciliar.

A proposta de trabalho é voltada para a funcionalidade e recuperação da autonomia do paciente. Ou seja, se uma dona de casa perdeu a força em uma das mãos após um AVE e tem receio de derrubar utensílios na hora de lavar a louça, serão feitas atividades que permitam a recuperação dessa função. No caso de pacientes acamados, pode-se trabalhar rolamentos e, posteriormente, treinar movimentos para o paciente se sentar sozinho. "Cada caso exige uma avaliação criteriosa", observou Mariana Fortes. O atendimento envolve também a família do paciente que recebe orientações específicas para cuidá-lo e, dependendo do diagnóstico, pode ajudar a realizar exercícios.

Mas o atendimento domiciliar em fisioterapia não se restringe a recuperar movimentos perdidos. O trabalho tem um forte caráter preventivo, muito importante se for considerado que a expectativa de vida da população brasileira aumenta a cada ano.

"É um trabalho de promoção de saúde, antes de a pessoa ficar doente. Sem dúvida, é também um atendimento mais humanizado", avaliou a médica geriatra Renata Dip, que coordena o programa Saúde em Casa, desenvolvido pelo Centro Cultural Caravelas (que atua em formação nas áreas de saúde e católica, e é dirigido pelo movimento Opus Dei) em alguns bairros carentes da zona oeste.

restabelecimento Fisioterapia melhorou a vida de Iraci Na cadeira de rodas há sete anos, a dona de casa Iraci Martins de Moraes se beneficia da presença do fisioterapeuta em casa. A paraplegia é uma seqüela de radioterapia, a qual ela foi submetida para tratar uma ferida no útero. Os primeiros sintomas foram uma espécie de fraqueza nas pernas, os movimentos ficaram mais difíceis e ela não conseguiu mais andar. "Para mim, é difícil sair de casa. Quando elas [profissionais do Saúde em Casa] vêm e fazem os exercícios é muito bom", disse. Iraci recuperou parte de sua autonomia, cozinha e lava a louça. "Ficar em pé eu não consigo mais, mas eu me viro bem em casa", disse. Além de passar pelas sessões de fisioterapia, Iraci e o marido, Adebaldo, aprenderam a como fazer massagens e exercícios. Um deles, que Iraci faz sozinha, consiste em laçar os pés com uma toalha e erguê-los. Já Adebaldo colabora com massagens. "Me ensinaram, disseram que é bom fazer para a perna não endurecer ainda mais", explicou Iraci.

POSIÇÃO CORRETA DO TECLADO - Cotovelo dobrado em 90 graus. - Punhos retificados ou dobrados levemente para cima. - Colocar o teclado sobr...

Postura no Computador


POSIÇÃO CORRETA DO TECLADO
- Cotovelo dobrado em 90 graus.
- Punhos retificados ou dobrados levemente para cima.
- Colocar o teclado sobre uma bandeja apropriada com apoio para o punho.

POSIÇÃO CORRETA DO MONITOR
- Afastado cerca de 40 a 55 cm (aproximadamente o comprimento do braço)
- Parte superior da tela nivelada com a parte superior da fronte.
- Utilizar um braço de monitor fixo ou ajustável para regular a altura.

POSIÇÃO CORRETA DO MOUSE
- Cotovelos dobrados em 90 graus.
- Punho retificado ou dobrado ligeiramente para cima.
- Ombros relaxados e braço ao lado do corpo.
- Cotovelo apoiado sobre um apoio para o braço, se disponível.

SEU TRABALHO
- Seu documento e a tela devem ficar em alturas semelhantes.
- Utilizar um recipiente para o documento.
- Sentar-se diretamente em frente do teclado e do monitor

Cuidados com a Hidratação Manter-se hidratado é condição básica para preservar a saúde de qualquer pessoa, principalmente no calor, q...

Cuidados com a Hidratação

Cuidados com a Hidratação

Manter-se hidratado é condição básica para preservar a saúde de qualquer pessoa, principalmente no calor, quando a temperatura chega muitas vezes a bater a marca dos 35 ou 40 graus. Para quem pratica uma atividade física então, os cuidados devem ser redobrados.

Por isso, preste atenção nas dicas a seguir, que vão ajudá-lo a manter-se hidratado não só no dia-a-dia mas principalmente durante a prática esportiva, quando os riscos de desidratação são bem maiores.

No dia-a-dia

• Tome pelo menos seis copos de água diariamente, o equivalente a 1.200 ml. Em dias muito quentes e com umidade relativa do ar muito alta, pode ser necessário ingerir uma quantidade maior de líquidos.

• Verifique sempre a cor da urina para ter certeza de que está hidratado. O ideal é que ela esteja bem clara.

Foto: AFP

• Jamais espere a sede chegar para se hidratar. A sede é um sinal impreciso, que muitas vezes só se manifesta quando o corpo já está se aproximando de um limite perigoso.

• Atenção na hora de escolher os alimentos. Dê preferência para aqueles que têm alto teor de água, como frutas, verduras e legumes.

 
   
   

Durante o exercício

• Uma pessoa de 60 kg exercitando-se por cerca de uma hora perde, em média, 1.500 ml de líquido pela transpiração (suor), ou seja, cerca de 2,5% do peso corporal. Se esse valor chegar a 5% (o equivalente a 3 litros, ou 3 kg, que pode ser atingido em duas horas de atividade física sem hidratação), os riscos para a saúde são enormes.

• Faça uma pré-hidratação antes de começar a atividade de 500 a 700 ml de água, divididos em quatro tomadas. Tome a primeira dose uma hora antes e as outras com intervalos de 15 minutos. Durante, tome de 200 ml a 300 ml a cada 20 minutos. Cuidado para não exagerar. Afinal, é necessário respeitar a velocidade de esvaziamento do líquido no estômago.

• Jamais use roupas para ajudar a suar mais. Ao contrário do que muita gente pensa, isso não vai aumentar a perda de gordura corporal e, ainda por cima, vai colocar sua saúde em risco.

• Para que o sangue absorva rapidamente a água, o ideal é que ela esteja fresca (cerca de 10 graus), mas não gelada.

• Quando o exercício ultrapassar uma hora e meia, você pode fazer a reidratação com isotônico. Além de repor calorias (carboidratos), você vai estar repondo a perda de sais (eletrólitos).

• Fuja dos horários muito quentes e procure usar roupas que cubram a menor área corporal possível. Opte por tecidos que não retenham o suor, para manter o corpo sempre seco.

• Evite equipamentos desnecessários, principalmente aqueles com preocupação mais estética do que de proteção.

• Se estiver muito quente, não há necessidade de fazer um aquecimento longo.

 
   

Sintomas de desidratação

• Aumento da freqüência cardíaca
• Dores musculares
• Queda de performance
• Cansaço e fadiga
• Dor de cabeça
• Náusea
• Tontura
• Vômito
• Confusão mental
• Perda de coordenação motora
• Perda de elasticidade da pele (turgor)
• Olhar fundo
• Secura na boca

 

Fisioterapueta em Natal - RN Dra Glaucia Maia Tel.: (84) 32075824 Email: maia_glaucia@hotmail.com Serviços: Fisioterapia e Estetica Domi...

Fisioterapeuta em Natal

Fisioterapueta em Natal - RN

Dra Glaucia Maia

Tel.: (84) 32075824

Email: maia_glaucia@hotmail.com

Serviços: Fisioterapia e Estetica Domiciliar.

  Através da definição de Fisioterapia poderá compreender quais as competências e funções dos Fisioterapeutas e, portanto, em que é que eu,...

O que a fisioterapia pode fazer por você...

 
Através da definição de Fisioterapia poderá compreender quais as competências e funções dos Fisioterapeutas e, portanto, em que é que eu, como profissional, poderei ajudar...

A Fisioterapia centra-se na análise e avaliação do movimento e da postura, baseadas na estrutura e função do corpo; utilizando modalidades educativas e terapêuticas específicas, com base, essencialmente, no movimento, nas terapias manipulativas, e em meios físicos naturais, com a finalidade de promoção da saúde e prevenção da doença, da deficiência, da incapacidade e da inadaptação, e de tratar, habilitar ou reabilitar, utentes/clientes com disfunções de natureza física, mental, de desenvolvimento ou outras, incluindo a dor, com o objectivo de os ajudar a atingir a máxima funcionalidade e qualidade de vida.

Queda é um evento frequente e limitante, sendo considerado um marcador de fragilidade, morte, institucionalização e de declínio na saúde dos...

Fisioterapia - Prevenção de quedas no idoso

Queda é um evento frequente e limitante, sendo considerado um marcador de fragilidade, morte, institucionalização e de declínio na saúde dos idosos

30 % dos idosos sofre, pelo menos uma queda por ano.
Esta percentagem sobe para 40 % para os idosos com mais de 80 anos.
As quedas no idoso representam a 5ª causa de morte nesta população.
Hatch, 2003, Donaldson, 2003.

As intervenções mais eficazes baseiam-se na identificação precoce dos idosos com maior predisposição de sofrerem quedas e particularmente, aqueles que além do risco de queda apresentem também um risco aumentado de sofrem lesões graves decorrentes da mesma.

O que é a prevenção de quedas em Idosos?
O programa de prevenção de quedas consiste, tal como o nome indica,
numa terapêutica que tem o objectivo de reduzir os factores de risco e que
predispõem à queda nos idosos, sendo dividido da seguinte forma:
-Avaliação Geral (anamnese do fisioterapeuta) onde se identificam
os factores de risco
-Discussão dos resultados da avaliação e Planeamento da Intervenção
-Implementação do protocolo
-Reavaliações periódicas

Atendimento Domiciliar & Honorários             O fisioterapeuta tem direito a cobrar por serviços prestados, isso lhe é garantido pelo...

Atendimento Domiciliar & Honorários

Atendimento Domiciliar & Honorários

            O fisioterapeuta tem direito a cobrar por serviços prestados, isso lhe é garantido pelo COFFITO 10, sendo a justa remuneração complemento da autonomia e dignidade do profissional.

            O fisioterapeuta tem como recurso o Referencial Nacional de Honorários Fisioterapêuticos (RNHF), neste você pode encontrar parâmetros de cobrança que engloba os vários tipos de doenças e o grau de complexidade que se encontra a doença, pois devido a isto os valores poderão ser diferentes já que em graus mais complexos você terá que dispor maior dedicação técnico-cientifica e tempo para cuidar do paciente.

            Em geral o custo da avaliação (primeira consulta) fica em torno de R$ 30,00.  "A avaliação tem o objetivo de construir o diagnóstico e o prognóstico cinético funcional, analisar a qualidade do movimento, sua amplitude, precisão, os graus de repercussão funcionais e sistêmicos e as estruturas anatômicas envolvidas com fins de possibilitar ao profissional, com segurança, responsabilidade e resolutividade, estabelecer os procedimentos fisioterapêuticos indicados e, etapas terapêuticas à serem superadas pelo paciente, de acordo com a demanda de saúde funcional apresentada e ainda, identificar a necessidade ou não da indicação de ações fisioterapêuticas em cada caso apresentado". (RNHF – capitulo I).

            O atendimento domiciliar será cobrado levando em conta a distância, a hora, urgência, o transporte utilizado e outros.  Em geral podemos ter como base o referencial nacional de honorários fisioterapêuticos no capitulo XI, código 71.10.000-9.

Código

Descrição

Valor (R$)

71.11.000-9

Assistência Fisioterapêutica Domiciliar

60,00

            Um atendimento domiciliar que é comumente requisitado seria o de assistência fisioterapêutica no pós-cirúrgico e em recuperação de tecidos, podemos localizá-lo no referencial nacional de honorários fisioterapêuticos no capitulo X, código 71.10.000-8 que compreende quatro níveis de complexidade.

Código

Descrição

Valor (R$)

71.10.001-0

Nível de Complexidade I - Paciente em pré-operatório, de baixo risco cirúrgico, requerendo assistência fisioterapêutica para repotencialização muscular e ventilatória, preventiva e/ou contributiva à boa recuperação cinética-funcional e/ou clínica no pós-operatório

12,50

71.10.002-2

Nível de Complexidade II - Paciente em pré-operatório, de médio risco cirúrgico, requerendo assistência fisioterapêutica para repotencialização muscular e ventilatória, preventiva e/ou contributiva à boa recuperação cinética-funcional no pós-operatório

17,00

71.10.003-4

Nível de Complexidade III - Paciente em pós-operatório cirúrgico, associado a quadro de instabilidade hemodinâmica, hidroeletrólica ou metabólica, requerendo assistência fisioterapêutica, decorrida uma semana

22,50

71.10.004-6

Nível de Complexidade IV - Descrição: Paciente em pós-cirurgia imediata, requerendo assistência fisioterapêutica preventiva e/ou terapêutica a distúrbios ventilatórios, aderências e retrações teciduais, aos bloqueios articulares e/ou incapacitações da cinesia funcional decorrentes de longa permanência no leito

30,00

 

            Podemos utilizar os parâmetros citados acima para elaborarmos o valor que será cobrado ao paciente, lembrando sempre que não devemos deter apenas a estes parâmetros, mas também a questões socioeconômicas do paciente.

Programa  Saúde da Família

É o Programa no Ministério da Saúde que o Governo do Distrito Federal implantou em 1999, para melhorar a saúde da população e sua qualidade de vida.

 O Programa Saúde da Família (PSF) trabalha dentro de uma nova lógica, com maior capacidade de ação para atender às necessidades de saúde da população de sua área de abrangência. A função da Equipe de Saúde da Família (ESF), é prestar assistência contínua à comunidade, acompanhando integralmente a saúde da criança, do adulto, da mulher, dos idosos, enfim, de todas as pessoas que vivem no território sob sua responsabilidade.

O PSF faz parte da rede distrital de saúde. Não é um serviço paralelo, separado do restante. Pelo contrário, o PSF integra o sistema de saúde local.

Atribuições Específicas do Profissional de Fisioterapia O fisioterapeuta é um membro importante da equipe de saúde, mas como os demais memb...

Atribuições Específicas do Profissional de Fisioterapia

Atribuições Específicas do Profissional de Fisioterapia

O fisioterapeuta é um membro importante da equipe de saúde, mas como os demais membros da equipe apresentam, também, aptidões e competências inerentes a sua formação profissional, como:

- Executar ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso, intervindo na prevenção através da atenção primária e também em nível secundário e terciário de saúde por julgar o profissional habilitado para realizar procedimentos tais como: imobilizações de fraturas, mobilização de secreções em pneumopatas, tratamento de pacientes com AVC na fase de choque, tratamento de pacientes cardiopatas durante o pré e pós cirúrgico, analgesia através da manipulação e do uso da eletroterapia;

- Realizar atendimentos domiciliares em pacientes portadores de enfermidades crônicas e/ou degenerativas, pacientes acamados ou impossibilitados. Encaminhando à serviços de maior complexidade,quando julgar necessário;

- Prestar atendimento pediátrico a pacientes portadores de doenças neurológicas com retardo no DNPM (desenvolvimento neuropsicomotor), mal formações congênitas, distúrbios nutricionais, afecções respiratórias, deformidades posturais; pois com os procedimentos ou recursos fisioterápicos o número de hospitalizações pode ser reduzido, a progressão das lesões pode ser evitada ou acentuada e o desenvolvimento motor normal pode ser estimulado;

- Orientar os pais ou responsáveis, pois qualquer tratamento ou procedimento realizado em pediatria deve contar com a dedicação e a colaboração da família, para que este seja completo e eficaz;

- Realizar técnicas de relaxamento, prevenção e analgesia para diminuição e/ou alívio da dor, nas diversas patologias ginecológicas;

- No pré-natal, o fisioterapeuta pode atuar nestas fases da vida da mulher realizando condicionamento físico, exercícios de relaxamento e orientações de como a gestante deve proceder no pré e no pós parto para que ela possa retornar às suas atividades normalmente;

- Na prevenção de câncer, o profissional pode orientar quanto ao diagnóstico precoce: papa-nicolau e auto exame das mamas. Realizar procedimentos ou técnicas fisioterápicas afim de evitar as complicações da histerectomia e da mastectomia, incluindo drenagem linfática como forma de tratamento;

-  Realizar programas de atividades físicas e psico-sociais com o objetivo de aliviar os sintomas dessa fase da vida da mulher, onde ela passa da fase reprodutiva para a não reprodutiva (climatério);

- Desenvolver atividades físicas e culturais para a terceira idade, para que o idoso consiga realizar suas atividades diárias de forma independente, melhorando sua qualidade de vida  e prevenindo as complicações decorrentes da idade avançada;

- Orientar a família ou responsável, quanto aos cuidados com o idoso ou paciente acamado;

- Desenvolver programas de atividades físicas, condicionamento cardiorespiratório e orientações nutricionais para o obeso, prevenindo com isso a instalação de enfermidades relacionadas a obesidade;

- Em patologias específicas, como a Hipertensão Arterial Sistêmica, Diabetes melitus, Tuberculose e Hanseníase - prescrever atividades físicas, principalmente exercícios aeróbicos, a fim de prevenir e evitar complicações decorrentes, prescrever exercícios/técnicas respiratórios para diminuir o tempo de internação hospitalar e prevenir deformidades que levam às incapacidades;

- Atuar de forma integral às famílias, através de ações interdisciplinares e intersetoriais, visando assistência e a inclusão social das pessoas portadores de deficiências, incapacitadas e desassistidas.

Posição Ética do Fisioterapeuta em Relação ao Atendimento Domiciliar             O fisioterapeuta deve ter uma postura ética no atendiment...

Posição Ética do Fisioterapeuta em Relação ao Atendimento Domiciliar


Posição Ética do Fisioterapeuta em Relação ao Atendimento Domiciliar

            O fisioterapeuta deve ter uma postura ética no atendimento domiciliar, lembrando que ele está entrando na casa do paciente,  respeitando assim o ambiente em que o paciente vive.

            O fisioterapeuta pode ter como principio  de conduta o próprio código de ética, o qual relata deveres e proibições que rege o dia-a-dia de um atendimento, além do seu próprio bom senso em discernir o que considera ético.  Alguns pontos a se considerar são encontrados no COFFITO 10 , capitulo II, art. 7º e art. 8º, que segue em ANEXO A- Código de Ética.

  • Prestar assistência ao paciente respeitando-o independente de sua condições socioeconômicas;
  • Respeitar a intimidade do paciente;
  • Manter sob sigilo informações que lhe foram fornecidas por seu paciente ou presenciadas no ambiente domiciliar;
  • Informar ao paciente sobre o seu diagnostico e prognóstico e o objetivo do tratamento;
  • Respeitar o direto do paciente de aceitar ou não o tratamento proposto;
  • O fisioterapeuta não pode negar assistência, em caso de urgência;
  • O fisioterapeuta não pode abandonar o paciente em meio a tratamento, sem garantia de continuidade de assistência, salvo por motivo relevante

            O fisioterapeuta deve ter uma postura ética no atendimento domiciliar, lembrando que ele está entrando na casa do paciente,  res...

Posição Ética do Fisioterapeuta em Relação ao Atendimento Domiciliar

            O fisioterapeuta deve ter uma postura ética no atendimento domiciliar, lembrando que ele está entrando na casa do paciente,  respeitando assim o ambiente em que o paciente vive.

            O fisioterapeuta pode ter como principio  de conduta o próprio código de ética, o qual relata deveres e proibições que rege o dia-a-dia de um atendimento, além do seu próprio bom senso em discernir o que considera ético.  Alguns pontos a se considerar são encontrados no COFFITO 10 , capitulo II, art. 7º e art. 8º, que segue em ANEXO A- Código de Ética.

  • Prestar assistência ao paciente respeitando-o independente de sua condições socioeconômicas;
  • Respeitar a intimidade do paciente;
  • Manter sob sigilo informações que lhe foram fornecidas por seu paciente ou presenciadas no ambiente domiciliar;
  • Informar ao paciente sobre o seu diagnostico e prognóstico e o objetivo do tratamento;
  • Respeitar o direto do paciente de aceitar ou não o tratamento proposto;
  • O fisioterapeuta não pode negar assistência, em caso de urgência;
  • O fisioterapeuta não pode abandonar o paciente em meio a tratamento, sem garantia de continuidade de assistência, salvo por motivo relevante

Atendimento de Fisioterapia - Rio de Janeiro Dra Daniela Souto Fisioterapeuta Região: Barra da Tijuca - Recreio e Jacarepaguá Tel. para...

Fisioterapeuta no Rio de Janeiro

Atendimento de Fisioterapia - Rio de Janeiro

Dra Daniela Souto

Fisioterapeuta

Região: Barra da Tijuca - Recreio e Jacarepaguá

Tel. para contato: (21) 2493 0653

seja bem vindo!

seja bem vindo

seja bem vindo!