ATENDIMENTO DOMICILIAR EM PACIENTES NEUROLOGICOS


>



Alguns pacientes neurológicos apresentam alterações e distúrbios da cinesia funcional que os impedem de exercer sua autonomia física, repercutindo sobre sua estrutura psicológica e socioeconômica. Em decorrência desses distúrbios, os pacientes possuem graus variáveis de incapacidade que determinam níveis de dependência ao cuidador. Este trabalho teve como objetivo investigar a efetividade da Fisioterapia no quadro clínico do paciente neurológico, sob a ótica do cuidador e da dinâmica familiar, no processo de atendimento domiciliar. Foi realizado um estudo descritivo e comparativo, a partir da seleção de pacientes neurológicos de ambos os sexos, adultos ou idosos, em 15 pacientes moradores da Comunidade da Serrinha, com Programa de Saúde da Família (PSF), sem inclusão do Fisioterapeuta e 16 que fazem uso do serviço de "home care" através do Instituto da Previdência do Município (IPM). Os dados foram coletados através de questionário aplicado aos cuidadores desses pacientes. Foi detectado que 38,70 % dos cuidadores eram filhos, 87,09 % do sexo feminino e que 51,62 % cuidavam há menos de 6 anos. Os cuidadores do grupo do IPM eram mais orientados, tinham mais esclarecimento a respeito da doença, sentiam-se mais satisfeitos e menos cansados ao cuidar dos pacientes em relação ao grupo do PSF. Ainda, os pacientes do IPM variavam com mais freqüência o tempo no leito e apresentavam menos dor e parestesia em comparação ao grupo sem essa assistência. Os resultados mostraram que os cuidadores dos pacientes com assistência fisioterapêutica (IPM) tinham uma visão mais otimista do quadro clínico, bem como se sentiam mais motivados ao lidar com esses pacientes.
 
Share on Google Plus

About Dani Souto

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment